fbpx

Seguro para moto de lazer é mais barato?


O número de motoqueiros está crescendo cada vez mais no Brasil devido a economia e a agilidade que as motocicletas têm a mais do que os outros automóveis. Na maioria das cidades, principalmente as grandes, as motos são usadas no dia a dia para ir e voltar do trabalho ou da escola, enquanto os carros ficam para a família passear nos finais de semana. Hoje vamos falar sobre Seguro para moto.

Seguro para moto

Os critérios avaliados na hora de escolher um seguro de moto barato são basicamente os mesmos dos carros: o modelo e a marca da motocicleta, o endereço, o perfil e a idade de seu dono. Os planos de seguro também atendem a modelos de pequeno e grande porte.

Motos que são utilizadas para trabalhos de transporte de pessoas ou cargas, por exemplo, não são aceitas pelos seguros, o que não é um problema tão sério já que as chamadas “motos de lazer” são as mais utilizadas no país.

As que são aceitas com mais facilidade e possuem seguro de moto barato são as motos custom e estradeiras, que são simples e mais voltadas ao conforto do que a velocidade. Geralmente são essas “motos de lazer” que possuem um preço mais baixo e acessível em relação aos seguros.

Quanto custa o seguro de moto?

O valor varia de modelo para modelo, sendo avaliados os riscos que a motocicleta tem de ser roubada, pois quanto maior eles forem, mais o usuário terá que pagar por seu seguro. Outras análises também são feitas pelas seguradoras como a da idade do motociclista, que influencia no risco que ele tem de sofrer acidentes; a região onde ele mora e se ela está propicia a roubos; ao valor do reparo do modelo da moto, etc.

Os modelos que são utilizados para lazer, possuem um seguro de moto barato se comparado aos outros seguros. Isso acontece porque o veículo é utilizado geralmente por uma única pessoa, que na maioria das vezes é mais velha e madura. As motos grandes também são as mais utilizadas para o lazer e por isso ficam menos tempo na rua, o que oferece um desconto por parte dos serviços de seguro.

Além disso, outras informações pessoais do condutor que podem interferir na segurança da moto também são pesquisadas, o que torna de grande importância a honestidade que ele deve ter ao contratar um seguro de moto. O histórico de acidentes e roubos de veículos anteriores, o local onde a moto fica ou passará durante a noite e o quanto a moto roda diariamente, são apenas alguns exemplos do que é perguntado nas seguradoras.

Como funciona a cobertura parcial?

Uma boa saída para você que precisa de um seguro de moto barato, mas que não tem condições de pagá-lo é a cobertura parcial. Ela garante a indenização para terceiros em casos de acidentes que não possuem vítimas ou em casos de atropelamentos leves, o que é uma boa opção para batidas em veículos de modelos caros.

Ela é bem mais barata e dependendo da companhia, ela também oferece serviços de guincho e atendimento ao cliente, além de outros serviços úteis ao condutor. 

Agora que você já sabe que o seguro de moto barato realmente é o das motos de lazer, procure a seguradora mais próxima de você e garanta a sua tranquilidade. Aproveite também para conhecer outros artigos relacionados ao assunto em nosso site.